“Tenho projetos para geração de empregos em Laje”, diz Dr. Edílson Magalhães ao falar sobre sua pré-candidatura a prefeito no Cara a Cara


Quem esteve nesta quarta-feira (18), participando do programa ‘Cara a Cara’ do Portal Infosaj/TV Recôncavo foi o delegado Dr. Edílson Magalhães que está à frente da 4ª Coordenadoria de Polícia do Interior (COORPIN) em Santo Antônio de Jesus. Na entrevista, o delegado falou sobre as medidas adotadas na 4ª COORPIN para prevenção do coronavírus. Servidores com mais de 60 anos foram liberados e alguns trabalhos de relatórios e inquéritos estão sendo feitos em casa. Outras medidas também estão sendo tomadas seguindo as regras das autoridades medicas. Dr. Edílson disse que quando chegou para atuar na 4ª COORPIN reduziu os índices de violência contra a vida, não só em Santo Antônio de Jesus, mais também em outras cidades que compõe a coordenadoria. Lei do abuso de autoridade e a quebra de braço entre a Polícia Civil e o governo do Estado por causa da reforma da Previdência contribuiu para os homicídios no início do ano, disse o delegado lembrando que os números ainda são menores com relação a 2019 e que as vítimas são em sua maioria, 95%, envolvidas com o tráfico de drogas. Outro assunto durante a entrevista foi sobre seu nome, colocado como pré-candidato a prefeito em Laje pelo Partido Liberal (PL). Disse que no começo não teve interesse, mas percebeu o clamor da população que reconheceu seu trabalho quando delegado no município, reduzindo o índice de violência, o que ajudou a retornar para a 4ª COORPIN. E mesmo com sua saída da delegacia de Laje, não perdeu a ligação com a cidade, a que chamou de prospera e hospitaleira. Segundo Dr. Edílson, o seu nome pontua bem para uma pré-campanha e que se for eleito vai fazer muito por Laje já que a função de delegado já o torna um gestor público. Quer gerir o dinheiro público com responsabilidade e não vai querer se aposentar como prefeito e sim como delegado. Falou do apoio que tem do senador Otto, do deputado Otto Filho, do deputado Rogério Filho e do prefeito Rogério. Por fim, disse que pensa em muitos projetos, inclusive trazer empresas para Laje e aproveitou o momento para criticar a atual situação da saúde no município que conta com profissionais de alta excelência, mas o atual gestor não oferece uma boa estrutura, inclusive disse que a Policlínica Regional está há 11 meses sem receber repasses da Prefeitura. Quer levar médicos para a zona rural, quer contratar especialistas e reforçar a educação ao lado do esporte, o que vai incentivar os jovens. Fonte: Infonsaj