Polícia Militar emite nota de repúdio às declarações de Kannário


A Polícia Militar da Bahia emitiu nota de repúdio contra as declarações que o cantor Igor Kannário fez na tarde desta segunda-feira (24), durante apresentação no circuito Osmar, no Campo Grande.

A corporação classificou a atitude do artista como “irresponsável e criminosa”, afirmando que sua fala “incitou os foliões contra os policiais militares que faziam o policiamento”.

“É inaceitável que qualquer pessoa, ainda mais um parlamentar, tente comprometer a honra da instituição e de policiais militares que estão comprometidos e empenhados na defesa da sociedade baiana”, diz um trevho do comunicado.

A passagem do cantor Igor Kannário pelo Circuito Osmar (Campo Grande) tem sido bastante polêmica na tarde desta segunda-feira (24). Após abandonar o trio, o artista, que voltou a desfilar, se irritou com agentes da Polícia Militar que estavam atuando no local, após supostas agressões a foliões.

Como em anos anteriores, o cantor disparou contra os militares. “Eu peço pra imprensa filmar isso aí. Abuso de poder, abuso de autoridade. Eu quero uma vaia. Agressores”. Logo após a declaração, o cantor pediu que o público presente vaiasse os agentes.

“Se acontecer alguma coisa comigo, quem mandou me matar foi alguém da Polícia Militar”, esbravejou o também deputado federal.

Em outros embates, a PM decidiu não comentar as acusações do cantor para não gerar mais polêmica. Porém, ano passado o cantor teve que pagar uma indenização de R$ 9 mil por desacato a autoridade contra a policial Tainá Gomes, durante a Micareta de Feira de Santana, realizada em 2017.

Vale ressaltar, que a Polícia Militar da Bahia é considerada uma das mais eficientes e bem treinadas para grandes eventos como o carnaval. Porém, esse ano a PM adotou uma postura diferente no carnaval. De acordo com a instituição, o método de maior avaliação e menos intervenção tem o objetivo de deixar mais espaço para as pessoas circularem e causar menos confusões.

Veja a nota na íntegra:

Nota de repúdio

A Polícia Militar da Bahia repudia as provocações e agressões feitas à tropa pelo Igor Kannário durante a passagem do trio na tarde desta segunda-feira (24), no Campo Grande. Além da atitude irresponsável e criminosa o também deputado federal incitou os foliões contra os policiais militares que faziam o policiamento do circuito Osmar.

É inaceitável que qualquer pessoa, ainda mais um parlamentar, tente comprometer a honra da instituição e de policiais militares que estão comprometidos e empenhados na defesa da sociedade baiana.
Todas as medidas judiciais cabíveis que o caso requer serão adotadas. 

VN*