Polícia investiga toda a passagem de miliciano pela Bahia



A Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) busca informações sobre a temporada que o foragido da Justiça carioca Adriano Magalhães da Nóbrega, morto em operação policial no domingo, 9, passou no estado. Um dos focos da investigação gira em torno das pessoas que ajudaram o ex-policial militar, foragido há mais de um ano da Justiça do Rio de Janeiro, a se esconder na Bahia.
Ainda sem a confirmação do tempo que ele passou no estado, nem os detalhes das atividades que desenvolvia na Bahia, a SSP, por meio do Serviço de Inteligência (SI), pesquisa a propriedade das terras em que ele morava há menos de um mês, na zona rural de Esplanada, a 144 km de Salvador.
Ao citar a Lei da Abuso de Autoridade, a SSP-BA não divulgou nome nem detalhes sobre a prisão do fazendeiro que ajudou Adriano a fugir nos dias que precederam a operação que resultou na sua morte.
Circulou na imprensa carioca que o fazendeiro preso com armas na sua propriedade revelou em depoimento na Bahia que, um dia antes da sua morte, Adriano já sabia do movimento policial e mudou de esconderijo. Lavagem de dinheiro com a compra e venda de gado é apurada. (A Tarde)