Menino que foi jogado de 12 metros de altura conta testemunho: “Os anjos me pegaram”



O estado de saúde de Landen Hoffman, um garoto de apenas 5 anos que foi arremessado do terceiro andar de um shopping, nos Estados Unidos, está cada vez melhor e confirmando a intervenção de Deus em sua vida, já que a queda de 12 metros de altura poderia ter lhe matado instantaneamente.

Segundo informações divulgadas pela família em uma página criada nas redes sociais, a fim de reunir fundos para o seu tratamento hospitalar, Landen já está “andando perfeitamente”, falando e muito sorridente, apesar do trauma físico e psicológico sofridos. 

Segundo informações da Polícia local, Aranda apresenta problemas psicológicos e foi até o shopping naquele dia dizendo que queria “matar alguém”. Com a queda, o menino sofreu diversas fraturas, quebrou braços e pernas, mas um boletim médico informou que ele não teve qualquer dano cerebral.

Praticamente 100% recuperado, Landen agora usa a sua experiência como exemplo para inspirar a fé de outras pessoas. “Não se preocupe, eu caí de um lugar muito alto, mas os anjos me pegaram e Jesus me ama e me curou, então eu estou bem e você também vai ficar bem”, diz o menino ao se deparar com alguém ferido.

Em seu comunicado na GoFundMe, a família do menino destacou que o momento de pânico foi substituído por uma grande corrente de oração, solidariedade e testemunho de amor ao próximo, segundo o Christian Today.

“Toda a sua família sente o amor e é muito grata pelas orações e pessoas como vocês, que se importam tanto com os outros! Havia uma pessoa má, mas daí surgiram milhões de pessoas boas!”, diz o texto, ressaltando a importância das cartas de encorajamento que Landen continua recebendo.

O pai do garoto, por sua vez, também testemunhou a sua fé em Cristo ao perdoar o homem que tentou matar o seu filho.

“Seu ato foi cruel e egoísta, você escolheu ouvir as piores partes de si mesmo naquele dia. Você escolheu o mal acima do bem, escolheu lançar seu ódio e mágoa sobre o meu precioso filho. Eu quero que você saiba que eu te perdoo, não porque o que você fez foi bom, não porque eu quero, mas porque Deus quer isso de nós”, declarou o pai.