23% de alimentos analisados pela Anvisa têm agrotóxicos acima do limite ou proibidos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou nesta terça-feira (10), os resultados do Programa de Avaliação de Resíduos de Agrotóxicos (Para), onde apontam que foram encontrados resíduos de agrotóxicos acima do limite permitido ou proibidos para cultura em 23% dos alimentos avaliados entre 2017 e 2018. Segundo o Bahia.Ba, 4.616 amostras coletadas nas redes varejistas foram analisadas entre agosto de 2017 e junho de 2018. No total, foram monitorados 14 alimentos, que representam 30,86% do que é consumido pela população. As coletas incluíram amostras de abacaxi, alface, arroz, alho, batata-doce, beterraba, cenoura, chuchu, goiaba, laranja, manga, pimentão, tomate e uva.
Não foram constatados resíduos de agrotóxicos em 49% dos alimentos analisados e em outros 28% eles estavam dentro do permitido pela agência.
Em relação às amostras que apresentaram inconformidades, a maioria (17,3%) apresentou exclusivamente detecção de ingrediente ativo não permitido para a cultura (NPC).
Todas as demais situações de inconformidade incluem as detecções de ingrediente ativo em concentração acima do limite (2,3%), ingrediente ativo proibido no país (0,5%) ou amostras com mais de um tipo de inconformidade (2,9%).