Polícia Federal se pronuncia sobre suposto pedido especial de Bruno Gagliasso



A Polícia Federal se manifestou sobre as notícias de que o ator Bruno Gagliasso teria solicitado um esquema especial de segurança para chegar com o novo filho, Bless, ao Brasil.
No entanto, a assessoria do órgão público negou a existência de um pedido do ator ou de sua esposa, a apresentadora Giovanna Ewbank.
A solicitação da família seria para evitarem que o filho recém-adotado fosse fotografado pelos paparazzi na área do desembarque no Rio de Janeiro.
Segundo o site do Jornal Extra, a Polícia Federal afirmou que nenhum contato foi feito para modificação no desembarque ou tratamento prioritário para ninguém.  
BEM-VINDO, BLESS
A apresentadora Giovanna Ewbank e o ator Bruno Gagliasso falaram pela primeira vez sobre a adoção do segundo filho por meio de um comunicado oficial.
Após a notícia ser dada pelo colunista Leo Dias, o casal confirmou a chegada de mais uma criança na família.Eles adotaram um menino, que se chama Bless Ewbank Gagliasso, no Malawi. 
"É com enorme alegria que comunicamos a chegada de Bless Ewbank Gagliasso, o segundo filho do casal Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso. Bless tem 4 anos de idade e nasceu no Malawi, na África, mesmo continente de sua irmã, Chissomo", afirmaram no comunicado. 
Eles ainda revelaram que tiveram que seguir o protocolo de sigilo na adoção.
"A adoção da criança correu em sigilo como acontece em qualquer processo do tipo. Foram e estão sendo respeitadas as orientações das autoridades e assistentes sociais do país africano. Portanto, para que o processo seja concluído sem maiores intercorrências jurídicas pedimos a compreensão de todos. A família está feliz com a chegada de Bless e, logo, o momento é de alegria e de acolhimento ao menino"
Redação Contigo!