CRUZ DAS ALMAS:População marcaram presença no desfile cívico em comemoração aos 122 anos: Assista



A cidade de Cruz das Almas  comemorou nesta segunda-feira (29), com grande festa, o seu aniversário de 122 anos de emancipação política. Na programação, alvorada de fogos, hasteamento das bandeiras no Paço Municipal, Missa em Ação de Graças na Catedral Nossa Senhora do Bom Sucesso e Sessão Solene na Câmara. Para fechar com chave de ouro, houve o tradicional Desfile Cívico que contou com a participação da população lotando a Praça Senador Temístocles. Na Câmara de Vereadores, a Sessão Solene teve entrega da medalha 29 de julho e exposição com personalidades que fizeram história no município.



A cidade de Cruz das Almas  comemorou nesta segunda-feira (29), com grande festa, o seu aniversário de 122 anos de emancipação política. Na programação, alvorada de fogos, hasteamento das bandeiras no Paço Municipal, Missa em Ação de Graças na Catedral Nossa Senhora do Bom Sucesso e Sessão Solene na Câmara. Para fechar com chave de ouro, houve o tradicional Desfile Cívico que contou com a participação da população lotando a Praça Senador Temístocles. Na Câmara de Vereadores, a Sessão Solene teve entrega da medalha 29 de julho e exposição com personalidades que fizeram história no município.



O prefeito Orlandinho Peixoto (PT), o vice-prefeito Max Passos (PP), vereadores, secretários municipais, políticos da região e a população em geral marcaram presença na solenidade. Quem também prestigiou as festividades dos 122 anos foram os deputados Robinson Almeida (PT), Rogério Andrade Filho (PSD), Luciano Simões (MDB), Niltinho (PP) e João Roma (PRB) que ao discursarem na Tribuna da Casa, deixaram suas mensagens pelo aniversário da cidade. A cidade planalto, localizada no Recôncavo Baiano conta com cerca de 65.000 habitantes, segundo o IBGE.




Foi fundada após a criação da Lei nº 119 de 29 de julho de 1896, quando se desmembrou de São Félix. Também conhecida como cidade do rock, o município cruzalmense se destacou pela presença de indústrias fumageiras entre as décadas de 30 e 50. Atualmente, a cidade se destaca pela presença da Embrapa e da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.