Acusado de estuprar criança é morto pelo BDM em Salvador

O padrasto da menina de dois anos, que morreu após sofrer abuso sexual no bairro de Vila Canária, em Salvador, teria sido torturado e assassinado por integrantes de uma facção criminosa na noite desta segunda-feira (21).
Moradores da região confirmam a ação de membros do tráfico de drogas e dizem que o homem que aparece no vídeo seria o padrasto do bebê. No vídeo, que circula nas redes sociais, um dos torturadores chega a dizer que pertence à facção “Bonde do Maluco” e “estuprador de criança não tem vez”.
A criança morreu no domingo (20), vítima de violência sexual.  A polícia informou que a garota foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento de São Marcos, em Salvador, mas não resistiu aos ferimentos. Fonte: VN