Bahia goleia o Vitória por 4 a 1 e deixa a zona de rebaixamento; Veja os gols


Na tarde deste domingo, o Bahia fez a festa dos quase 25 mil torcedores que compareceram à Arena Fonte Nova ao golear o rival Vitória por 4 a 1 em clássico válido pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Esse foi o quarto Ba-Vi de 2018 e a quarta vitória tricolor.

Invicto há quatro jogos, o Bahia deixou a zona de rebaixamento e passou a contabilizar 16 pontos. Enquanto isso, o Vitória estacionou nos 15 e foi ultrapassado pelo arquirrival. O resultado também deixa o técnico Vagner Mancini balançando no seu cargo.

Por determinação do Ministério Público (MP), o clássico foi realizado com torcida única. Como o Bahia era o mandante, apenas tricolores compareceram à Fonte Nova. Na sexta-feira um grupo de torcedores entrou em conflito com a delegação que voltava de Santa Catarina, onde tinha empatado com a Chapecoense por 1 a 1.
No confronto deste domingo, logo aos 20 segundos Tiago vacilou e foi desarmado por Neilton. A bola sobrou para Walter Bou chutar em cima de Anderson. A resposta do Bahia veio em falta cobrada por Zé Rafael. Elias quase se atrapalhou, mas conseguiu fazer a defesa. O time baiano passou a dominar a partida e não demorou para abrir o placar. Aos 15 minutos, Zé Rafael recebeu de Léo e bateu para encobrir o goleiro Elias. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar. Depois, aos 11, Zé Rafael foi derrubado por Fillipe Soutto dentro da área. Elias defendeu parcialmente o pênalti cobrado por Vinícius, que aproveitou o rebote e ampliou. O Vitória quase diminuiu nos acréscimos da etapa inicial com Kanu, mas o placar seguiu 2 a 0.
O Vitória voltou melhor do intervalo e esboçou uma pressão com chutes de Fillipe Soutto e Neilton, mas teve um "apagão" e sofreu dois gols em um minuto. Aos 20, Tiago aproveitou sobra dentro da área, dominou e bateu no canto de Elias. Logo depois, Zé Rafael recebeu lançamento de Vinícius e cruzou rasteiro para Gilberto completar de primeira. Preocupado em não sofrer uma goleada ainda maior, Vagner Mancini recuou o time e viu o Vitória diminuir com Lucas, de cabeça.
No entanto, aos 29, Bryan recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o rubro-negro baiano com um homem a menos. Já o Bahia tirou o pé do acelerador e ficou tocando a bola esperando o apito final do árbitro.
O Bahia volta a campo só no próximo domingo, contra o Ceará, às 19h30min, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), enquanto o Vitória recebe o Sport, às 19h30 de quinta-feira, no Barradão, em Salvador (BA). Os jogos são válidos pela 15.ª rodada.